ORGULHO E PRECONCEITO: Resumo do livro e Filmes

 

ORGULHO E PRECONCEITO: Resumo do livro e Filmes

Este com certeza faz parte dos grandes clássicos da Literatura Mundial. Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice - título original) tem um grande enredo, muito envolvente, carregado de emoções, com inúmeros personagens bem elaborados e que nos cativam. Toca em temáticas sociais, dilemas e padrões morais. Conheça mais um pouco desta grande obra-prima da autora Jane Austen lendo o restante desta postagem, Vale a pena conferir!



{getToc} $title={Conteúdos deste artigo 👉}

Apresentação da obra

Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice), é um romance da escritora Jane Austen, lançado em 1813. Nele a autora trata de diversos temas relacionados aos costumes da época. Dentre eles: ascensão social, educação, cultura, moral e tradições familiares presentes na sociedade aristocrática da Inglaterra do início do século XIX. Sua personagem central é Elizabeth Bennet, jovem proveniente de uma família de cinco irmãs, que enfrenta os dilemas dessa época.


 Resumo de Orgulho e Preconceito 

A jovem Elizabeth Bennet, vive com suas quatro irmãs em uma cidade do interior da Inglaterra. Em um baile, as meninas são apresentadas ao novo morador da região, o Sr. Bingley. Ele traz um outro jovem, seu velho amigo de infância: Sr. Darcy. Elizabeth confronta com o estilo orgulhoso do Sr. Darcy.
Sr. Bingley inicia um relacionamento com sua irmã, Jane Bennet, mesmo a irmã de Bingley se opondo, pois considera Jane socialmente inferior. Enquanto isso, Elizabeth é incomodada pela rejeição de Darcy durante uma dança local, e decide devolver toda a indiferença sofrida por ela.


Logo, Elizabeth começa uma amizade com Mr. Wickham, um oficial rival de Darcy. Este conta a ela que foi maltratado por Darcy. Elizabeth legitima um ódio a Darcy, sem saber que este começa a se interessar por ela.

Bingley resolve propor casamento a Jane, mas repentinamente deixa Netherfield. Elizabeth se acredita que a irmã de Bingley e Darcy conspiraram para separar os dois. Após a partida de Bingley, Mr. Collins, primo das Bennet que herdará Longbourn, vem escolher, entre as irmãs Bennet, uma esposa. Na época, mulheres não recebiam a herança da família, sendo essa repassada ao herdeiro homem, filho, ou um parente próximo. Mr. Bennet e Elizabeth não aprovam o seu comportamento egoísta e pedante; Collins se interessa por Jane, mas quando sabe de suas pretensões por Bingley, se volta para Elizabeth, a quem propõe casamento. Elizabeth o rejeita

Mais tarde, Mr. Darcy encontra Elizabeth, e ela acaba descobrindo que ele foi a causa da separação de Bingley e sua irmã Jane. Darcy admite seu amor por Elizabeth e se declara, mas essa o recusa, por ele ter separado sua irmã de Bingley.

Diante das acusações de Elizabeth, Darcy lhe escreve uma carta, justificando suas ações. A carta revela que Wickham tomaria os bens que seu pai lhe concedera. Para se vingar da família de Darcy, Wickham seduziu sua irmã Georgiana, para ganhar sua fortuna, e depois a abandonou. Darcy justifica suas ações sob a alegação de que Jane não parecia estar interessada em um relacionamento verdadeiro com Bingley.

Após ler a carta, Elizabeth admite não depositar credibilidade nas ações de Wickham, e que suas primeiras impressões sobre Darcy podem não estar certas.

Alguns meses mais tarde, durante um passeio com seus tios, Elizabeth visita a casa de Darcy. A caseira de Darcy, uma velha senhora que o criou desde a infância, imprime a impressão correta do caráter de Darcy. Cordialmente, ele recebe Elizabeth, apresentando sua irmã Georgiana.

A jovem irmã de Elizabeth, foge com Wickham, que não tem planos de casar com ela, podendo assim arruinar a família dos Bennet. Porém, Lydia e Wickham se casam. Enquanto conversa com Elizabeth, Lydia comenta a presença de Darcy em seu casamento e ela comenta com a irmã que o verdadeiro responsável pelo casamento, e pela salvação da honra de sua família, foi Darcy.

Algum tempo depois, Bingley e Darcy retornam, Bingley então, pede Jane em casamento, e surgem rumores de que Darcy pedirá Elizabeth em casamento. Lady Catherine então, confronta Elizabeth, ameaçando-a para que não aceite a proposta de Darcy. Elizabeth não lhe dá ouvidos e aceita a proposta de Darcy. Lady Catherine fica irritada com o casamento do sobrinho Darcy, mas acaba finalmente aceitando.

orgulho e preconceito pride and prejudice

 Análise de Orgulho e Preconceito

A obra destaca a valorização do caráter e personalidade diante da rigidez de costume e moral de uma época. Nos fascinando com a personalidade da personagem principal, e a complexidade de tantos outros personagens, que a autora constrói de forma brilhante durante toda a narrativa.

Personagens de Orgulho e Preconceito

Logo abaixo vou deixar a lista dos principais persongens e suas características físicas e psicológicas, porém, antes dessa descrição vou deixar uma breve definição de Persongens Esféricas e Personagens Planas, que também estarão presentes nesta análise:

"Personagens esféricos são complexos, com profundidade emocional e evolução na história, enquanto personagens planos são mais simples e estereotipados, desempenhando papéis específicos na trama, sem grande evolução na história"

Essa distinção entre personagens esféricos e planos é uma concepção literária popularizada pelo escritor britânico E.M. Forster em seu livro "Aspects of the Novel" (Aspectos do Romance) e é usada para descrever diferentes tipos de personagens em obras literárias. 

Sendo assim, aqui estão os persongens:

Elizabeth Bennet (Protagonista)

Características Físicas: Elizabeth é descrita como uma jovem de beleza singela, cabelos castanhos e olhos brilhantes.
Características Psicológicas: Inteligente, perspicaz, independente, e com uma natureza assertiva. Ela é conhecida por seu senso de justiça e humor afiado.
Personagem Esférica: Elizabeth é um personagem esférico, com uma complexa evolução emocional ao longo da história, que passa por mudanças significativas em suas atitudes e percepções.

Sr. Darcy (Antagonista Inicial)

Características Físicas: Alto, bem apessoado, de expressão séria e imponente.
Características Psicológicas: Inicialmente é visto como orgulhoso e reservado, mas revela-se um homem de princípios, leal e generoso.
Personagem Esférico: Sr. Darcy é outro personagem esférico, pois sua transformação de um homem orgulhoso e reservado em alguém generoso e leal é central para a trama.

personagens principais de orgulho e preconceito
Elizabeth Bennet e Sr. Darcy

Jane Bennet

Características Físicas: Loira, de beleza angelical e aparência suave.
Características Psicológicas: Doce, gentil, e otimista. Ela tende a ver o melhor nas pessoas.  Personagem Esférica: Jane é um personagem esférico, embora não seja tão proeminente na evolução da história quanto Elizabeth e Mr. Darcy. Sua gentileza e otimismo a tornam uma personagem com alguma profundidade emocional.

Sr. Bingley

Características Físicas: Alto, atraente e sorridente.
Características Psicológicas: Extrovertido, amigável, e simpático.                                          
Personagem Plano: Sr. Bingley é um personagem mais plano em comparação com os principais, pois sua personalidade é menos complexa e suas mudanças ao longo da história são menos destacadas.

Sra. Bennet

Características Físicas: Mulher de meia-idade, nervosa e agitada.
Características Psicológicas: Preocupada com o casamento de suas filhas, frequentemente hipocondríaca.
Personagem Plano: A Sra. Bennet é predominantemente um personagem plano, muitas vezes servindo como fonte de alívio cômico com suas preocupações exageradas e hipocondria.

Lady Catherine de Bourgh

Características Físicas: Elegante, idosa, e autoritária.
Características Psicológicas: Orgulhosa, snob, e intrometida.
Personagem Plano: Lady Catherine é outro exemplo de personagem plano, desempenhando o papel de antagonista obstinada sem uma evolução significativa ao longo da história.

Sr. Collins

Características Físicas: Baixo e desajeitado.
Características Psicológicas: Submisso, pedante, e obcecado por etiqueta social.
Personagem Plano: Sr. Collins é notavelmente plano, com sua submissão exagerada e sua fixação na etiqueta social o tornando uma figura caricata.

Perguntas frequentes sobre "Orgulho e Preconceito"

Perguntas mais frequentes. Uma delas pode ser sua dúvida!

1. Qual é a mensagem central de "Orgulho e Preconceito"?

A obra aborda temas como o julgamento precipitado, a evolução das pessoas e o poder do amor verdadeiro, independentemente das barreiras sociais.

2. Quais são as características que tornam Elizabeth Bennet uma protagonista cativante?

Sua inteligência, independência, senso de justiça e humor ácido a tornam uma personagem cativante.

3. Por que Mr. Darcy é inicialmente visto como o antagonista da história?

Devido ao seu orgulho inicial e à sua conduta reservada, Mr. Darcy é inicialmente interpretado como um antagonista, mas seu caráter se revela com o tempo.

4. Qual é o papel da sociedade e da classe social na história?

A sociedade e a classe social desempenham um papel significativo, pois influenciam as relações e o destino dos personagens, além de servirem como crítica social.

5. Quem é o autor de "Orgulho e Preconceito"?

"Orgulho e Preconceito" foi escrito por Jane Austen, uma renomada autora inglesa do século XIX.

6. O que se trata o livro Orgulho e Preconceito?

"Orgulho e Preconceito" é um romance clássico da literatura britânica escrito por Jane Austen. A história gira em torno de questões sociais, casamento e relacionamentos no contexto da sociedade inglesa do início do século XIX. O livro narra o desenvolvimento do amor entre Elizabeth Bennet e Mr. Darcy, destacando como o orgulho e o preconceito podem influenciar o julgamento das pessoas e as relações interpessoais.

7. Qual é a moral da história do filme Orgulho e Preconceito?

A moral da história de "Orgulho e Preconceito" é a superação do preconceito e da falsa impressão que as pessoas têm umas das outras. Através da evolução dos personagens principais, Elizabeth Bennet e Mr. Darcy, a obra ensina que a primeira impressão nem sempre é a mais precisa, e que superar o orgulho e o preconceito é essencial para encontrar o verdadeiro amor e a felicidade.

8. Quantos filhos Darcy e Elizabeth tem?

Elizabeth e Mr. Darcy têm um filho no final de "Orgulho e Preconceito", mas o livro não revela o nome da criança. Jane Austen não fornece detalhes adicionais sobre a família que o casal pode ter no futuro, deixando espaço para a imaginação do leitor em relação à continuação de suas vidas após o casamento.

Orgulho e Preconceito Frases

“Mr. Darcy dançou apenas uma vez com Mrs. Hurst e outra com Miss Bingley. Recusou-se a ser apresentado a qualquer outra moça e passou o resto da noite andando pelo salão, conversando ocasionalmente com uma ou outra pessoa do seu próprio grupo. Seu caráter estava fixado. Era o homem mais orgulhoso, mais desagradável do mundo. E todos pediram a Deus que ele nunca mais voltasse.”


“Darcy ficou sentado durante alguns instantes e depois, levantando-se, pôs-se a caminhar pela sala. Elizabeth ficou espantada, mas não disse nada. Depois de um silêncio de alguns minutos, aproximou-se agitado e disse:
— Em vão tenho lutado comigo mesmo; nada consegui. Meus sentimentos não podem ser reprimidos e preciso que me permita dizer-lhe que eu a admiro e amo ardentemente.”

Orgulho e Preconceito Filme

Talvez a adaptação cinematográfica mais popular tenha sido Orgulho e Preconceito de 2005, estrelando Keira Knightley, que inclusive foi indicada ao Oscar pela interpretação, e Matthew Macfadyen. Dirigido por Joe Wright, com roteiro adaptado por Deborah Moggach. Sendo indicado para 4 categorias do Óscar: Atriz, Figurino, Trilha sonora e Direção de Arte, e 2 indicações ao Globo de Ouro, Melhor Filme e Melhor Atriz.
Além deste filme foram gravadas mais quatro adaptações: Uma em 1940, outras em 2003 e 2004, sendo esta última uma produção de Bollywood, indústria do cinema indiano. Depois, em 2016, foi lançada uma versão no gênero Terror chamada Orgulho e Preconceito e Zumbis.

Filme Orgulho e Preconceito de 2005 



Lançamento: 10 de fevereiro de 2006 
Duração: 2h 09min / 
Gênero: Romance, Comédia
Direção: Joe Wright
Roteiro Jane Austen, adaptado por Deborah Moggach
Elenco: Keira Knightley, Matthew Macfadyen, Rosamund Pike
Título original Pride and Prejudice
Fonte: Adoro Cinema

Orgulho e Preconceito Zumbis (2016)


Orgulho e Preconceito na Televisão

Para T.V. foram 4 adaptações: Uma em 1980, outra em 1995, e outras duas em 2012 e 2018, sendo esta última uma produção nacional, intitulada  Orgulho e Paixão, apresentada pela Rede Globo e interpretada por Nathalia Dill e Thiago Lacerda.

Orgulho e Paixão (2018) 



Orgulho e Preconceito PDF para DOWNLOAD

DOWNLOAD

Há também uma publicação aqui no Blog de outro grande clássico: O Pequeno Príncipe: resumo do livro e dicas de filmes, não deixe de conferir.

Bibliografia:

AUSTEN, Jane. Orgulho e Preconceito. São Paulo: Abril Cultural, 1982 (Tradução: Lucio Cardoso).

Espero que tenham curtido a publicação. Não deixem de comentar. Um forte abraço e até a próxima!😉

Prof. Elias

Formado em Letras/Português pelo Instituto Federal do Triângulo Mineiro e em Pedagogia pela Universidade Camilo Castelo Branco. Psicopedagogo, Autor de livro e Professor de Projeto de Apoio Pedagógico há 12 anos. instagram facebook

Não deixe de comentar! Sua opinião é importante e será bem-vinda, e me ajudará a trazer sempre conteúdos melhores.

Postagem Anterior Próxima Postagem

نموذج الاتصال